15 de jan de 2019

Sexta-feira 13


               

Chegou em casa, como de costume aliviada por ter se passado mais uma semana de trabalho. Largou a mochila em um canto da sala, correu para a cozinha e preparou um sanduíche com o que tinha à mão. Era assim toda sexta-feira, desde que começara em seu novo emprego, e resolvera morar sozinha.


Dirigiu-se ao quarto, ligou seu computador, colocou seus fones de ouvido e escolheu uma música clássica para relaxar depois de um dia cansativo. Como sempre fazia. Abriu o navegador, postou um recado qualquer no Facebook do tipo “se sentindo pronta para o finde” e resolveu abrir uma página de creepypastas.


 Não fazia isso todos os dias, por isso logo na primeira história sentiu-se amedrontada. Estava acostumada a ficar sozinha em casa, porém nessa  noite em especial estava se sentindo desconfortável com a solidão. 

 Resolveu voltar ao Facebook e ler as postagens bonitinhas de amigos desejando um final de semana fofo, mas o texto macabro não saía de sua cabeça.


A música havia acabado, e agora restava apenas silêncio. De repente, o computador começou a apresentar um comportamento estranho: o site fechou e ao tentar abri-lo novamente, ouviu um barulho assustador e acabou pulando da cadeira. Que diabos...






AMEAÇA DETECTADA




- Maldito Avast que fica dando susto na gente!

4 comentários:

  1. Boa tarde, querida amiga Mari!
    Se a inspiração viesse fácil, então? RS...
    Beleza! Assim acontece.
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Até sexta, amiga!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    🌷⚘🏵🌸💐🙏😘

    ResponderExcluir
  2. rsssssss...Ainda bem era só uma ameaça assim,rs...Adorei ler! bjs praianos, chica

    ResponderExcluir
  3. Olá, Mari!

    Às vezes, a solidão nos apavora...rs

    Bjs de Deliciosa Ilusão.


    ResponderExcluir
  4. Muito bom Mari.
    Gosto destes contos curtos e cheios de curiosidades e ou mistérios.
    No silencio da noite a percepção da criaturas são sempre vivas e qualquer som diferente nos leva ao susto.
    Gostei com o toque de humor que faz tão bem nesta dura vida nossa.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Devaneie você também!