Babel

O que procuras?

20 de jun de 2018

Bloqueio


Fito a folha em branco

A folha parece devolver-me o olhar

O que era mesmo que eu ia escrever?

Detesto quando isso acontece

Quando as letras que bailaram tanto tempo na minha mente

Resolvem desaparecer assim que consigo chegar aqui

Resultando em mais um poema amorfo,

Com versos brancos

Discorrendo sobre o que eu não queria.

Por que?

E, por que continuo escrevendo mesmo assim?

Por que não vou tomar um ar

Uma água

Assistir tv

Ficar de bobeira

Dormir

Finalmente arrumar o quarto
A casa,

A vida?

Não, aqui estou eu.

Parada de novo na frente da folha em branco

Branco que se estendeu até minha mente

E nada de bom sai daqui

Outra vez.

4 comentários:

  1. Boa noite, estimada Mari!
    Mas mesmo se dizendo sem inspiração, fica aprazível ler seus escritos...
    Um dia com mais e outros com menos... ela vai e volta... É assim! Mas volta... com a força toda...
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Acho que vale sempre escrever...Sempre gosto de te ler... Por vezes demoramos a colocar pra fora... beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Vá que no meio de um branco deste cai um poema no colo Mari.
    Então vamos rascunhar, anotar, respirar e um poema florescerá.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Acho tão sedutor ter uma folha branco..milhões de possibilidades..Se as letras ainda não jorraram para o papel..Talvez ainda não estivessem maduras..Faz parte do processo..Mas a folha em branco continua lá. .paciente e ávida para o poema que virá!!!

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Meu Wattpad

Devaneios em Vídeo