Babel

O que procuras?

20 de mar de 2018

Melancolia

Ai.. Todo mundo tem esses dias.

Uma hora em que a gente se sente como se todo o cansaço do dia, ou da semana, caísse de uma vez só sobre os nossos ombros.
Uma hora em que dá vontade de chorar  de repente, sem saber o porquê.

Aquele momento em que você olha para o espelho e vê apenas um rosto cansado, as primeiras linhas de expressão aparecendo e as olheiras ali, mesmo tendo dormido bem durante a semana. Um breve momento, em que você olha para as paredes do quarto em que está, para os móveis, para o livro que está ali aberto e pensa "afinal de contas, o que estou fazendo aqui?" "Será que estou vivendo plenamente?"

Nesses momentos, dá vontade de simplesmente largar tudo, ligar o foda-se e deitar na cama, não importa que hora do dia for. Dormir, dormir. Permitir-se afundar, nem que seja para depois tomar um grande impulso e pular, voltando a ser o que era. Vontade de simplesmente mandar tudo à merda e se preocupar apenas em comer e dormir. De ficar vagando em qualquer site, assistindo qualquer coisa, deixar o cérebro entorpecer até não ver nada, não sentir nada, apenas flutuar na semiconsciência.

São vontades súbitas que obviamente não são cumpridas, mas que aparecem e somem na mesma velocidade de um piscar de olhos.

Cansaço? Talvez....

Felizmente tenho a escrita.
Escrever quando estou assim é terapêutico: destilo todo o fel, toda a tristeza no papel (neste caso, na tela), e à medida que as palavras se formam e fazem sentido, todo este sentimento ruim vai ficando aprisionado no texto. Como uma conexão cérebro-papel (blog). Termino o texto e vou ficando mais leve.
Escrever, passear, ler, ouvir música são válvulas de escape para situações diversas, até mesmo esta
 que não sei como surgiu. Logo pararei de escrever aqui e sairei pronta para continuar a vida, pois prendi a negatividade aqui, neste texto.

Não sei quando e se vai acontecer de novo, o que importa é saber lidar com isso.


5 comentários:

  1. Mari, todos nós temos dias assim... E realmente ao escrever, parece melhoramos, aliviamos, dividimos com o papel ou telinha o que nos sufoca na hora. Faz bem!@ Lindo OUTONO pra ti e até o cansaço pra ti é bem inspirado! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida amiga Mari!
    Isso memso, desabafe e deixe quem quiser que entenda... a vida é sua e você tem o direito de explodir sim...
    Um dia é da caça e outro do caçador, lembre-se disso... outono fará cair em nós todo desamor... só restará em nosso coração o amor purificado.
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  3. Bem assim Mari. Temos estes dias. Já li que temos cinco minutos de loucuras por dia, quem sabe a melancolia se apodera destes cinco minutos pela nossa incapacidade diante da loucura? Sentimento estranho a melancolia porque muitas vezes não temos nem noção de sua existência, ela vem e pronto, turva-se o dia. Mas quem sabe fazer dela uma reflexão faz assim como fez e percebe-se sua saída à francesa para bater em outra porta.
    Se puder descanse, ouça musica invente uma leveza.
    Que no amanhecer seja feliz e leve amiga.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  4. Essa semana que passou foi tão difícil que nem sei como a gente sobreviveu. Tanta coisa acontecendo sem ninguém com quem contar...

    Beijas!

    ResponderExcluir
  5. E como temos desses momentos! Concordo com você, a escrita ajuda e muito, seja como for, crônica, contos, poesias, frases... tudo isso nos restaura e fortalece.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Meu Wattpad

Devaneios em Vídeo