27 de jun de 2017

Resenha: Como Eu era Antes de Você, de Jojo Moyes


Capa da edição que tenho em casa
Desafio Literário 2017 - Um livro que foi best-seller em 2016
Como eu Era Antes de Você ( Me Before You)
Autora: Jojo Moyes - Tradução de Beatriz Horta
Editora: Intrínseca; 286 páginas
Ano: 2012 (Inglaterra) - 2016 (Brasil)


  
  Louisa Clark, ou simplesmente Lou, leva uma vida pacata e sem grandes pretensões. Tem vinte e seis anos,mora com os pais e ama seu trabalho como atendente em um café. Apesar de estar namorando há quase sete anos, não tem certeza se ama Patrick ou se está nesta relação por puro comodismo. 

Will Traynor era um empresário de sucesso, gostava de esportes radicais e sempre foi muito ativo, porém um acidente a caminho do trabalho tirou a vida agitada que ele tanto gostava. Agora que seu caso foi considerado irreversível, um propósito domina sua mente: dar um fim à sucessão de dias sem graça que sua vida se tornou. 

"E sabe o quê? Ninguém quer ouvir esse tipo de coisa. Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado coma possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim."

Lou perde o emprego, o que a desestabiliza muito, por ser ela a principal provedora de sua família. 
Os pais de Will precisam contratar uma nova pessoa para ser cuidadora de Will. Contra todas as probabilidades, já que Louisa não tem experiência neste ramo, ela candidata-se à vaga e é contratada. 
Assim, duas pessoas que não tem quase nada em comum se encontram e apesar dos conflitos iniciais, desenvolvem uma bela amizade, que muda o ponto de vista e as perspectivas de ambos.

A história ganha contornos românticos, porém outras questões são abordadas: a vida  e dificuldade de pessoas paraplégicas e tetraplégicas, problemas familiares, ética e religião, embora estas duas últimas não tenham sido construídas com tanta força no romance. (o gênero literário, deixe-se claro). 

Apesar de em alguns momentos o roteiro lembrar um daqueles romances de banca tipo Sabrina, Júlia, Bianca (ehehe, agora meio que revelei minha idade), o desfecho não é "água com açúcar", embora seja até previsível quando se está há poucos capítulos do final do livro. 


A narrativa é bem fluida e a história envolve. Li o livro inteiro em apenas dois dias,a curiosidade para saber o que acontecia no próximo capítulo era grande.  Cheguei a me emocionar com o final, mesmo havendo na obra alguns clichês e estereótipos (que não citarei para não correr o risco de haver spoilers involuntários). 

O livro tem uma sequência, Depois de Você. Ainda estou decidindo se leio ou não.  Também virou filme. Li algumas críticas e não sei se irei assistir ou se prefiro ficar apenas com a versão do livro em minha mente. 

E você, já leu este livro ou assistiu ao filme? O que achou? Deixe sua opinião nos comentários! 



6 comentários:

  1. Mari, agora lembrei que tenho esse livro em casa em "algum lugar"...Vou procurar ! Parece bom! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari, excelente a resenha. Posso levá-la pro E-LIBRARY? Ou melhor, vc 'topa'ser minha parceira naquele blog?

    ABÇ
    JAN

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode levar sim, Jan... Embora eu ache que a resenha tenha deixado a desejar, pode levar de boa. Quanto à parceria, me diga do que precisas e vou ajudar no que conseguir! Abraços

      Excluir
  3. Eu gostei muito desse livro, mais do que esperava. Foi daqueles que me fizeram chorar quase do inicio ao fim e no final sei lá, é impossível não amar a generosidade da Lou. Não vi o filme e nem li a continuação, tenho medo de me decepcionar com ambos.

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me surpreendi com o livro, estava com uma expectativa meio baixa mas gostei do estilo da autora e do desenrolar da história. O que mais chama a atenção é a Lou descobrindo em si mesma qualidades e ambições que não sabia ter, ou não lembrava que tinha.

      Excluir
  4. Oi Mari, adquiri a versão digital do livro e só ontem acabei de ler. Gostei muito!
    Não é segredo que sou cadeirante, embora não tenha lesão medular... então observei detalhes dessa particularidade. Tudo perfeito.
    Nunca achei que uma situação assim pudesse ensejar uma história de amor, sem cair num sentimentalismo piegas e o livro me surpreendeu positivamente. Repito: GOSTEI MUITO!
    Não quero ler a continuação, mas quero ver o filme... alguns trechos do livro devem proporcionar belas imagens.

    ABÇ
    JAN


    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo