28 de dez de 2016

Desafio Literário 2016 - Um livro indicado por alguém

Olá, pessoas! 

Pois é, depois de um tempão em dúvida, sobre qual parte do desafio postar, notei que o tempo passou e não postei mais o #DesafioMS2016! Ou seja, passou da hora de resolver isto, né?
Este será o último post do #DesafioMS2016, mesmo incompleto.  

Então, vamos lá, um livro indicado por alguém: Rani e o Sino da Divisão, de Jim Anotsu



Editora: Gutemberg 
Páginas: 311
Ano: 2014


A  @marycmuller mantinha até pouco tempo atrás o tumblr Encapando (atual Mary Dinossaura)  e indicou o livro. Eu estava muito curiosa para lê-lo , ainda mais que vi vários outros blogs, Momentum Saga incluso, recomendando a leitura.Enfim, consegui o livro e terminei a leitura esta semana! 


A protagonista, Rani, quebra vários estereótipos e foge do convencional. Forma uma banda de death metal com sua melhor amiga Marina, criando e compondo diversas músicas. Na pequena cidade de Graúna, em que usar um único piercing já é considerado rebeldia,Rani e Marina são consideradas as "esquisitas" da escola onde Rani foi estudar depois de sofrer bullyng na escola anterior, por ser negra e gostar de rock pesado.

Em uma manhã comum, Rani utiliza o cemitério municipal como atalho para ir à escola e acaba tendo um encontro que mudará sua vida. Este encontro a princípio inocente  a introduz em um universo sobrenatural, e Rani descobre que é uma xamã. E mais, deve receber treinamento o mais rápido possível, pois um outro xamã muito poderoso está assassinando seus iguais. 

A história é narrada em primeira pessoa pela Rani (quaase o tempo todo). Assim como a vida dela após descobrir que é uma Xamã, a narrativa corre de forma muito fluida, precisando-se até de umas pausas na leitura para se conseguir digerir todas as novidades e perigos que ela e seus novos amigos enfrentam, uma atrás da outra, obrigando-os a pensar e agir ao mesmo tempo. Espíritos de pessoas vagando no mundo físico, personagens históricos,encontro com o capeta em pessoa ( seria pessoa? rs), amazonas cavalgando dinossauros, tudo isso acontece em poucos dias, prendendo o fôlego de quem está lendo.  As cenas são muito bem descritas, mostrando toda a criatividade e empenho de Jim Anotsu em entregar uma obra completa, com um enredo que "fecha" muito bem. 

Os Animais de Festa, facção do mundo sobrenatural a qual Rani passa a integrar, são um capítulo à parte: apesar de seres sobrenaturais, não deixam de refletir as angústias que qualquer ser humano normal passaria: ressentimentos, problemas de relacionamento familiar, mágoas, conflitos internos adolescentes, entre outros. Além de conviverem com esta gama de emoções, precisam ainda literalmente salvar o mundo. 

Gif retirado do Tumbrl da Mary C. Müller!
O caminho que a personagem principal percorre lembra um pouco a saga do bruxinho Harry Potter em alguns momentos, e alguns personagens  lembram os do  livro Desmortos. ( o que não é de se surpreender, já que Mary e Jim são companheiros e com certeza partilham ideias ao escrever seus livros, ajudando um ao outro).O livro também conta com trechos de músicas iniciando cada capítulo (além de dividir as partes do livro)além de referências a seriados como Doctor Who e Sherlock, entre outras mais. 

Enfim, o gif que postei acima resume bem o que achei do livro! 

Recomendadíssimo! 







3 comentários:

  1. Sabe uma parte que eu morri de rir?? Quando eles chegam no inferno e encontram uma sala cheia de quadros do Romero Brito. Aí perguntei pro Jim se aquilo procedia e ele disse que sim! Ele conhecia uma sala igualzinha àquela. =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahaha! Verdade, o capítulo da visita ao Coisa-Ruim é ótimo!

      Excluir
  2. Olá, Mari. Como vai? Tentei seguir um desafio desses, mas infelizmente parei no primeiro livro, rsrsrs. Passei para desejar feliz 2017, tudo de bom!

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo