6 de jun de 2016

Desafio Literário 2016 - Um livro que ganhou prêmio literário


Estamos aqui de novo, com mais uma postagem da série #DesafioMS2016, com um livro que ganhou prêmio literário. 
Devo dizer que foi páreo duro, pois conheço vários.. Mas escolhi, finalmente um:






A bolsa amarela, de Lygia Bojunga Nunes,ganhou o  Prêmio Hans Christian Andersen, em 1982.Um livro maravilhoso, no qual a autora costura habilmente fantasia e realidade ao retratar os conflitos da personagem Raquel, uma menina vivendo em uma realidade em que “criança não tem vez". A narrativa, por vezes, lembra Monteiro Lobato, que com as "Reinações de Narizinho" e os livros subsequentes também mistura fantasia e realidade tendo as crianças como protagonistas.
Raquel sente-se deixada de lado pela família, tendo sua privacidade invadida pelo simples fato de ser criança:

“E de repente todo mundo tava lá lutando pra abrir a minha bolsa. Minha. Minha. Minha! E eu ali sem poder fazer nada. Ah, se eu fosse gente grande! Quem é que ia abrir a minha bolsa assim à força se eu fosse gente grande? quem?”
Cada vez mais oprimida por vontades crescentes dentro dela, as quais não manifesta porque sabe que não será compreendida pela família, Raquel refugia-se em um mundo imaginário, vivendo aventuras com um galo, um alfinete e uma (isso mesmo, uma) guarda-chuva quebrada, todos cabendo na bolsa amarela onde Raquel escondeu, bem no fundo as suas três maiores vontades. 


O modo como Raquel vai amadurecendo no decorrer da narrativa com o apoio da bolsa amarela e dos personagens que nela moram é muito inspirador. 

Recomendadíssimo! 



Para saber mais...





Até a próxima! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo