13 de abr de 2016

Numb

Gosto da palavra "numb" em inglês, para "indiferente" ou "entorpecido" Sei lá, talvez porque ela me lembre "névoa", e quando se está tão entorpecido com algo , é como se houvesse uma névoa embotando a visão, uma indiferença tal, um sentimento de "nenhum sofrimento me comove" (pittyfeelings) que te deixa sem saber para onde ir, se apesar da indiferença separando tal qual uma névoa do mundo que ainda se importa o suficiente para sentir, talvez valha a pena se deixar agarrar por alguma mão estendida e voltar a mergulhar no mundo. 

Enfim, esta introdução cheia de floreios é só para deixar uma música que eu gostava muito no início dos anos 2000. Sei lá, mesmo gostando de coisas alegres, havia algo de amargo, intimista, de enfrentamento - se é que dá para usar esta palavra - que a banda compunha na época, que me levava a pensar em como o compositor retratava tão bem  pessoas perturbadas psicologicamente em suas letras. De certa forma, isso me fazia gostar da banda 

Ao ler a letra pela primeira vez, pensei em uma pessoa subjugada por outra, sem necessariamente um vínculo familiar ou afetivo. No vídeo, aparece uma moça às vezes isolada/indiferente aos colegas, às vezes com o mesmo comportamento em relação à outra pessoa que se presume ser sua mãe ou responsável legal. 

Alguém pode se tornar indiferente, entorpecido, pela convivência desagradável com colegas de escola (bullyng incluso), ou por excessivas cobranças no lar. 
Enfim, só o compositor  sabe mesmo do que estava falando. E a graça das músicas é esta, pode haver muitas interpretações. 

Abaixo, o vídeo e a tradução:







Indiferente 


Estou cansado de ser o que você quer que eu seja
Me sentindo tão sem fé, perdido sob a superfície
Não sei o que você está esperando de mim
Colocado sob pressão
De andar com seus sapatos
(Pego na correnteza, só pego na correnteza)
Cada passo que eu dou é mais um erro para você
(Pego na correnteza, só pego na correnteza)

Refrão

Eu me tornei tão indiferente
Não posso sentir você aí
Me tornei tão cansado
Muito mais consciente
Estou me tornando isto
Tudo o que eu quero fazer
É ser mais como eu sou
E menos como você é

Você não pode ver que está me sufocando?
Me segurando tão apertado
Com medo de perder o controle
Pois tudo o que você pensou que eu pudesse ser
Caiu por terra bem na sua frente
(Pego na correnteza, só pego na correnteza)
Cada passo que eu dou é mais um erro para você
(Pego na correnteza, só pego na correnteza)
E cada segundo que eu desperdiço é mais do que eu posso ter

(Refrão)


E eu sei
Que eu posso terminar fracassando também
Mas eu sei que
Você era exatamente como eu
Com alguém desapontado com você

(Refrão)

Eu me tornei tão indiferente, não posso sentir você aí
(Estou cansado de ser o que você quer que eu seja)
Eu me tornei tão indiferente, não posso sentir você aí
(Estou cansado de ser o que você quer que eu seja)

Um comentário:

  1. Não lembrava dessa música e gostei de ver a letra! bjs, ótimo dia! Até AMANHÃ, NO 140!! CHICA

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo