14 de out de 2015

Linguajar educado

- Po##@,  Larga do meu pé! Faz duas horas que estou explicando como funciona a m@%$a desse sistema e você só fica fazendo pergunta boba, tá fodendo meu dia.

- Ei, com quem você está falando?

- Um f.d.p. que tá me aporrinhando há horas no telefone. Filho da mãe que  só enche o saco. 

-Ei, calma, cara. Você precisa melhorar um pouco mais seu vocabulário. Sério. 

- Tá, exagerei, mas essa semana tá osso, cara%&*. 

- Olha, pensa no seguinte: todos gostam de educação, bons modos.. Se quiser clientes polidos, use uma linguagem mais polida também. Respira fundo, use expressões mais cordiais.

- Ok, vou pensar no caso....  pronto, aqui o telefone tocando de novo. 

- Respira, cara, você tá estressado... atenda com um sorriso no rosto, ouça com atenção e tenta não usar palavrões, ok?

- ..... Ok. Estou respirando.... coloquei um sorriso... Agência de Treinamentos Sarrapatel, aqui é Caio, em que posso ajudar?

- Oi, eu queria saber se a pastelaria fica ali do lado mas não lembro o telefone, você pode olhar para mim?

- Bem, creio que o senhor tenha uma lista telefônica ou um navegador de internet em seu celular ou computador, não seria mais simples pesquisar?

- Ah, eu sei, mas é mais fácil e rápido ligar aí. 

- SENHOR, vá... 

- Ei, lembra... sem palavrões.. . 

- Ok. Senhor... eu passo grande parte do meu dia ocupado em inúmeros pequenos trabalhos que chegam a toda hora na minha mesa, o que me deixa com a sensação de estar sendo agredido fisicamente da pior forma possível, e devo concordar que para vossa senhoria é mais fácil telefonar para cá para ter acesso rápido a informação e assim logo conseguir seus preciosos pasteis, porém devo com todo o respeito pedir que vossa senhoria tenha a fineza de encaminhar-se de boa vontade a um volume preferencialmente grande de matéria fecal e ficar estacionado lá. Tenha uma boa tarde. 

- Mas....mas... o que foi isso, Caio? Não combinamos mais educação com os clientes?

- Pois bem, eu o mandei à  eme- e -erre- de -a  educadamente. É o melhor que posso fazer. Agora espero que nenhum outro indivíduo que nasceu do fruto da gestação de uma profissional do sexo resolva interromper meu trabalho novamente. 

- P... , Caio, você não tem jeito..

- P..., não. Volume de líquido seminal, por favor. Vamos manter o nível! 


Um comentário:

  1. Menina que legal. Gostei destes contos com humor e bem construídos.
    Parabéns.
    Não sabia desta série por aqui, vou esmiuçar e me inspirar nesta estrutura.
    Bjs

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo