7 de jun de 2013

1 Imagem, 140 Caracteres # 10




Os excessos da balada cobram seus tributos. A cabeça dói, os olhos ardem. Mas não me arrependo, foi a melhor noite da minha vida!

21 comentários:

  1. Valeu! Linda participação! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei tua participação! uma mistura de consequências e intensidade no viver!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Mari
    Pessoa de atitude é quem assume suas ações... sejam quais forem!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Olá Marina!

    Quando a noite é boa, nem a ressaca nos deixa mal. ;)
    Bonito pensamento e participação.
    Parabéns!
    Também estou a participar:

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.pt/2013/06/10-edicao-uma-imagem-140-caracteres-uma.html

    Aproveito para te convidar para conhecer o meu novo projecto de blog/livro "Jake e Mary":

    http://jakeemary.blogspot.com

    Espero-te lá!

    Obrigada.

    Beijos,

    Cris Henriques

    ResponderExcluir
  5. Assumir e suportar as consequências com maturidade... gostei da ideia marina.

    Abraços
    Jan

    ResponderExcluir
  6. Oi Marina!

    Adorei!

    Arcar com as consequências e sem arrependimentos. Muito legal!

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkk Ai você lançou luz sobre a imagem, é apenas uma ressaca, nada drástico, nada dramático... eu quase vejo ela erguendo o rosto para o espelho e rindo de si mesma entre a satisfação e o orgulho por ser suficientemente livre!!! E é nessa hora que meu riso encontra com o dela \o/

    ResponderExcluir
  8. Olá Marina
    Olha só uma participação pra lá de diferente,gostei, se valeu a pena tudo isso, que bom dor de cabeça passa logo,kkkkkk, o que vale é ser feliz.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Marina,
    A cada visita descubro uma possibilidade nova para esta imagem.
    Adorei sua visão!
    beijos cariocas e bom domingo!


    ResponderExcluir
  10. gostei,quem nunca extravasou em uma balada?a dor de cabeça é só uma consequência.bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi Mari
    É isso aí, vc sempre tem um jeito alegre de interpretar as imagens, por mais que elas pareçam tristes, vc sempre imprime seu ritmo. Adorei!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  12. Ao menos isso, entre as consequências tidas há as marcadas de sorrisos apesar dos incômodos físicos.Ufa!
    Bem aproveitada, a noitada deu o que falar.

    Boa semana.Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  13. Que diferente...ressaca de festa é dose, nunca bebi em excesso mas já cansei de tanto dançar...porém, se vale a pena, é o que importa. Um abraço!

    ResponderExcluir
  14. O que eu tenho a dizer?
    Saudades, álcool! Nunca fui de balada, mas sempre que tinha uma festinha em família, eu tava lá, claro. Dava meus goles, mas agora nem posso mais fazer isso. Descobri há uns seis meses que tenho esofagite e desde então tenho evitado todo tipo de bebida e alimento que possa piorar a lesão no meu esófago. Sem falar que tenho feito dieta e tal, então não posso me jogar nesse tipo de vida desregrada e louca. Mas eu sinto saudades do álcool, não vou negar. Já acordei com uma ressaca desgraçada, mas feliz porque a festa tinha sido boa, porque tinha dançado um bocado e pulado de alegria. Agora tenho ficado alegre e serelepe de outros modos, modos que não envolvem álcool... hahaha.

    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Erica, você visitando meu espaço! Me fez lembrar que estou "devendo" umas visitinhas ao Sacudindo Palavras - gosto muito do nome do seu blog.
      Eu na verdade nem sou de beber álcool, para você ver que nem sempre o que um autor escreve tem a ver com ele. Eeheh. Mas dançar até ficar cansada e acordar dolorida, isso sim já fiz.

      Excluir
  15. Ahhhh, é isso mesmo!
    Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Obrigada, querida, por me avisar do link errado no post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Totalmente diferente e criativo, parabens!
    Tenha um ótimo dia. Um abraço

    Patrícia Alves
    Blog Agape
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
  18. Agora entendo o que a Pandora me disse no Lisérgicos.
    Esta sua visão é tão... eu! ahahah!
    É foda encarar a ressaca, mas há ocasiões que realmente valem a pena.
    Ressaca é passageira.
    Adorei a participação Mari!

    ResponderExcluir
  19. Oi Marina.
    Voltando aqui para falar sobre seu livro, ganhei ele no sorteio do Christian. Vim te dizer que gostei muito dele e vai ficar para sempre aqui em casa, viu. Quando lançar o próximo me avisa tá.
    Parabéns pela vitoria de lançar seu primeiro livro, vá em frente.
    Que Deus te abençoe. Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Verinha, que legal seu retorno. Com certeza, quando eu lançar outros livros, comunicarei.
      Paz e luz.

      Excluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo