12 de jun de 2012

Dia dos Namorados


-Meu beeemm...
-Hm?
-Sabe que dia é hoje?
-Hoje??
     Aí você se dá conta que não lembra. E agora? Calma, antes de pensar em se jogar no meio da rua ou gritar “não lembro!” e sair correndo, pense. Há um meio, tem que haver, de sair dessa.
              
  Você pode dizer:

a)  “sei, claro que sei”.
b)  “você também não sabe?”.
c)   “Claro que sei"!.

Se escolher a primeira, esteja preparado para:
- “Passa lá em casa hoje á noite. Tenho um presente para te dar”.
 Bem, não é seu aniversário. Deve ser... não, o dela é que não. Talvez...não, isso não se comemora. Deve ser...
- “E você, amor, comprou algo para mim?”.

Aí você lembra: é dia dos namorados!

-  “Claro, vou levar na sua casa hoje à noite”.

Você não comprou nada. O olhar dela brilha de expectativa. Não, você não pode decepcioná-la.Ela não pode pensar que suas amigas, sua mãe, suas vizinhas e todo o esquadrão feminino - muito unido nessas horas - têm razão e que os homens são todos iguais, uns insensíveis. Você, não. Você não é um insensível. Tudo bem que quando ela te apresentou ao irmão que adora vestir laranja e dançar balé você fez uma piadinha politicamente incorreta, mas você não é um insensível.
    Você tem até o fim do dia para comprar um presente para ela.
Nessa hora, a vontade de se jogar no meio da rua volta. Mas não faça isso. Apesar do comércio abarrotado de pessoas distraídas como você que deixam tudo para a última hora, você tem voas chances se sair vivo - com alguns arranhões -  às oito e meia da noite, com um duendezinho com escrito “amor” (ou "alegria", em último caso) encontrado na seção de R$ 1,99.

Vamos estudar a segunda alternativa:

- "Você também não sabe"?

Ela pode

1)Dar-lhe um tapa, berrar “cretino!” e ir embora. Além de não lembrar que dia era, seu rosto vai doer pacas. Ou:

2) Rir e dizer: “bobinho!”

E você:
-E você pensou que não fosse lembrar...
-Ah, bem..
        -Não, não. Você achou mesmo que eu não lembraria. Você pensou que eu fosse  um insensível, um egoísta, que não seria capaz de lembrar um dia como hoje, não é ?
-Não, querido, eu só...
-Você não acredita, mas eu também tenho sentimentos. Você não confiou em mim. Estou magoado com você, e nem vou mais comemorar o dia de hoje. Adeus.
-Querido...
-Tchau. 

 Aí você chega em casa e percebe: dia dos namorados! Bom, talvez você tenha perdido a namorada, mas salvou sua honra. Ou pode aproveitar para ir correndo até uma loja e executar a alternativa número um, depois lhe fazer uma surpresa, se ela ainda quiser ver a sua cara.
 Ou você pode dizer:
-Não é graça não, eu não sei mesmo.
 E ela:
-Insensível!

 A alternativa número três envolve menos risco:

- Claro!
- Esse dia sempre é especial, né?
 Aí você se toca. Dia dos namorados, claro!
-Com licença, esqueci algo em casa...

 Você sai correndo enquanto pensa: “me jogo na rua ou corro para procurar alguma coisa? E a partida de futebol que eu marquei? E se eu disser a ela que dia dos namorados é todo o dia e que não comprei nada? Não, ela me mata. Aliás, gostaria de saber quem foi o cretino que inventou o dia dos namorados!” 

Agora que você já sabe, a escolha é sua. Feliz dia dos...ah, esquece.

7 comentários:

  1. Ahah, Dia Nacional do mimimi, como eu mencionei no Twitter hoje. É tanto dramalhão, por sorte temos um grupo que leva tudo no bom humor como o chat de ontem que me fez lembrar a Joicy que não gosta de receber presentes para cobrar todos os meses e a reclamação sobre a fila de motel no dia de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero, aquele chat ontem estava divertidíssimo!!!

      Excluir
  2. Muito bom! Adoooooorei ! Como o Chris já disse acima, é assim mesma quye funciona . O tal ''mimimi'' me irrita! O que mede o amor não é o presente e sim o que ele representa na vida das pessoas. O capitalismo , como sempre, domina tudo! Dia dos namorados é legal, mais não precisa ser levado tao a sério.
    Beijão, www.spiderwebs.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ola Mari,

    As alternativas me fizeram lembrar do "Você decide no Telinha", rsrsrsrrsrs, e ficaria bem legal, hahahhahah.... Mas como já disse em outros blogs, o importante é você manter um relacionamento amoroso, com cuidados e "mimimis" durante o ano todo, pois tenho certeza que esquecendo uma ou outra data o indivíduo será satisfatoriamente perdoado! Não?

    Adorei...

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  4. Gostei demais! As alternativas foram ótimas. Ah, e esse tal de "mimimi" não é só no dias dos namorados não, tem "mimimi" pra tudo quanto é dia. Sinceramente, é muita hipocrisia.

    Beijos,
    http://ideias-defenestradas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes não te dá a impressão de que vivemos na década do mimimi?

      Excluir
  5. Barbie, ops! Mari!
    rsrs
    Adorei o texto, muito interessante com essa alternativas...
    eu por exemplo, gosto de presentes, sem problema nenhum, de dar e receber... aliás, assim é o amor, não é mesmo?
    Se o cara esquecer meu presente... hummm... @#$%& hahaha!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo