1 de fev de 2012

Escrever é imperativo....

A caneta paira sobre o papel, 
Palavras assaltam-me, aos borbotões, incontroláveis.
Frases surgem, nem sempre com sentido.
Após o êxtase da escrita, preciso
Reler
Aparar arestas
Lapidar
E assim, comportado, o texto poderá 
ser apresentado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo