13 de jan de 2012

Aborrecimentos Telefônicos - 2ª Parte


Imagem retirada do Chá das 22h
Outra coisa que irrita, ainda falando no assunto do post anterior, é a situação inversa: Você precisar ligar para solicitar ou cancelar um serviço.
Nossa, para cancelar ou mudar alguma coisa, é preciso de um ingrediente básico: 

PACIÊNCIA!!!

Eu, francamente, não a tenho muito desenvolvida. Pelo menos não para ficar pendurada no telefone. Por isso, geralmente tento resolver os problemas pela internet, por e-mail ou chat. Ora, dirá você, transferindo a paciência auditiva para a visual? Bem, que seja, não sou obrigada a ser coerente sempre.
Enfim, vamos à situação:
Respiro fundo, pego o aparelho na mão (depois de ter tentado contato por formulário de e-mail, e ter recebido como resposta que devo telefonar - para que serve atendimento via internet então?!?) e digito a longa sequência de algarismos, que pelo menos começa por 0800 - ao menos não vou gastar dinheiro nisso.

" Boa tarde! Você ligou para a Central de Atendimento Santa Paciência. Para conhecer nossos serviços, digite 1. Para contratar o seguro especial super prev, digite 2. Para contratar o seguro super vida após a morte, digite 3. Para contratar o super ultra mega vitaminado seguro sei lá do que, digite 4. Para reclamações, digite 5.Para blábláblá... digite....  Para falar com um de nossos atendentes, digite 487828929*6595469". Para....

Droga. A ligação caiu.

O que significa que terei de começar todo o processo de novo.
Bem, vamos lá então.... 
 0. 800. Q-U-A-L-Q-U-E-R-C-O-I-S-A. 
Tá chamando. 
"Boa tarde. Você ligou... " - Tá, essa parte eu já sei, vou teclar logo o número de atendimento. 

Teclo. 

" Aguarde

(Musiquinha. Bem, pelo menos mudaram as músicas de fundo,de uns anos para cá. Houve uma época em que, não importava para onde você ligasse, era sempre a Pour Elise de Beethoven. Será que os descendentes deles ganham direitos autorais?)

"Aguarde. Para sua segurança, esta conversa será gravada."

Sim,eu aguardo, mas o almoço vai atrasar desse jeito.

(mais musiquinha. Ai, que sono) 

 - Companhia Santa Paciência, Fulana falando, com quem eu falo? 

Opa, é comigo? O que eu queria mesmo?

- É a Mari, da cidade tal, Estado de calamidade pública. 
- No que eu posso ajudar? 
- Quero cancelar o serviço top vip mega glamurizado, que vem todo mês debitado na minha conta do celular, pois não estou utilizando. 

(estou utilizando? Já me infectei com o vírus do gerundismo?)

- Pois não, a senhora é proprietária da linha número tal?
-Sim.
Anote por favor o número do protocolo: 6289274959529759759719754921549754597.
- Anotei.
- A senhora é portadora do cpf tal? 
- Sim. 
- Qual o motivo para cancelar o serviço?
- Não utilizo mais. 
- Bem, para cancelar serviços, a senhora deve ligar para o número... (mais um porrilhão de dígitos. Meu estômago está roncando.) 
- Tudo bem, vou ligar então. 
- A companhia telefônica agradece... 

Desligo o telefone, lamentando o tempo que fiquei aqui. Ligarei depois do almoço.


Para que a paciência dos caros leitores não se esgote e o post não fique demorado como o teleatendimento, a crônica terminará na próxima postagem. O blog Devaneios e Desvarios agradece a atenção e deseja a todos uma ótima sexta-feira.


(Quem não conhece ainda esta anedota, leia o post "O Troco", no blog do Fernando Teixeira. Muito bom!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo