12 de set de 2011

Dica da Semana # 11 (especial!!!)


"Se versos te faltam
se palavras confundem
viva apenas a tua imagem
o teu brilho
o teu olhar
o teu verdadeiro sentir.

As vezes o silêncio é resposta
é desencontro
é tudo
apenas viva
deixe que o tempo te leve
teu sonho te guie
e tua alma purifique-se a cada manhã
no encontro com outras almas."




Esse poema é de autoria de um amigo meu, FÁBIO RAMOS DOS SANTOS, que se define como "escritor poeta". iniciou sua carreira artística aos oito anos na música na cidade de Rio dos Cedros, no Vale Europeu de Santa Catarina, cidade onde viveu 20 anos, e aos 16 anos, iniciou na poesia. 

É membro  das:

*ABLA – ACADEMIA BOITUVENSE DE LETRAS E ARTES -  SP;

*ACLA – ACADEMIA DE CIÊNCIAS LETRAS E ARTES DE MG;

*AVLA – ACADEMIA VALEPARAIBANA DE LETRAS E ARTES – SP; (posse em 03/12/2011)





E recebeu os seguintes títulos: 

**CHANCELER DE ARTES PELA ABLA - ACADEMIA BOITUVENSE DE LETRAS E ARTES - SP,


**CHANCELER ACADEMIA LITERÁRIA DE IGUABA GRANDE - RJ;


**DELEGADO REGIONAL DA ACLA/MG


E no último dia15/07, recebeu o TITULO DE “ PROVEDOR DA PAZ “ pela ACLA/MG,  e em  23/07/11 recebeu o título de  COMENDADOR DA ORDEM DO MÉRITO HISTÓRICO TIRADENTES PROTOMARTIR DA INDEPENDÊNCIA, e a medalha TIRADENTES.

Este poeta também tem participações em Livros e Eventos Nacionais e Internacionais.


Mais um poema para vocês se deliciarem: 



“Silêncio quando palavras são detalhes desnecessários
Palavras sem fim
Olhares, quando o calar é tudo
Toques, rastrear de mãos em devaneio, quando apenas sentir é real
Emoções, sensações, desejos, anseios, acalento
Quando olhares se perdem na escuridão e a alma responde pelo querer
Momento em que o tempo para, e eterniza um só instante
Intenso, imenso, desejado, sentido, vivido....

 Silêncio doentio, tardio, que fere e mata
Silêncio sem tempo, sem passado, sem presente, silêncio eterno
Futuro eterno de um sofrer, por palavras não ditas, sentimentos não correspondidos,
Amores não vividos, abafados em peito que grita
Um silêncio de palavras sem fim"


Mais textos do poeta, vocês encontram aqui: 




Comunidade no orkut:  http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=20398309 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo