19 de abr de 2011

Estraño

Olho no espelho e não me vejo
Acordo de manhã e não me reconheço
Olho meu trabalho e penso: o que faço aqui? 
Ouço as vozes familiares 
Das pessoas ao meu redor
Mas estou desconectada
Fora do mundo
(ou dentro do meu próprio mundo?)
Será que, com o passar do tempo, 
Criei um mundo só para mim?
Onde pouca coisa me atinge?
O que estou fazendo?
Para onde vou? 
Estou aqui
Mas ao mesmo tempo não estou
Estranha
Etérea sensação
Estou vivendo, ou não? 
Como fica minha vida agora? 
Estou cheia
(ou talvez vazia)
De pensamentos
Sentimentos
Preciso acordar
Se é que estou dormindo
Preciso sentir de novo
Encantamento
Gosto
Sabor 
Cheiro
Abrir a janela e sorrir para o céu azul. 
E preciso fazer isso logo.

Um comentário:

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo