21 de mar de 2011

Mente insana em corpo sacana

Minha mente vaga sem conseguir se fixar, se focar.
Queria poder agora me focar em um assunto, e, como uma meada, ir puxando o fio das considerações, para chegar a uma conclusão e ficar contente por ter conseguido pensar em algo com começo, meio e fim.
Mas não é o que acontece. Estou aqui digitando, pensando em mil coisas ao mesmo tempo.
O rock explode nas caixinhas de som do meu computador, enquanto digo um alô a um amigo distante (o msn, chegando até onde o telefone não alcança!), planejo meu trabalho da semana e penso no que vou fazer mais tarde.
O corpo reclama descanso depois de um dia inteiro de trabalho, mas a mente, ah, a mente - não desliga.
Mil histórias passam por minha cabeça agora, fragmentos de poema, crônicas do cotidiano, fatos de toda sorte, como se fossem balões de ar, ou pedaços de nuvem com meus pensamentos dentro, flutuando por cima de minha cabeça, por todos os lados. Fragmentos. Começos sem fim, finais sem início, histórias pela metade, sonetos ouvidos na época de escola. Rostos de conhecidos, desenhos. Música que traz sentimentos que gostaria de não ter agora, ou, bem pelo contrário, que deveria sim ter. Sei lá.
O clima parece que colabora com a indecisão mental que passo. Nem calor, nem frio. Quer dizer, não sinto seja lá qual for a temperatura.
Mas estranhamente me sinto feliz!
A ideia de felicidade se apega a minha mente, se estende por cada centímetro do meu corpo agora. Penso na felicidade, degusto, sinto, apalpo. Estou viva! Posso sentir, posso saborear, posso prolongar memórias e momentos. Posso cantar. Posso escrever, viver! Me sinto dançando agora, e o que me impede de sair dançando mesmo? Nada!


Minha mente ainda vagueia, como se eu tivesse centenas de anos de idade, com tudo o que cabe aqui dentro.Porém escrever é uma válvula de escape que ajuda a organizar essa insana cabeça. Pronto, prendi no papel  - papel? Estou digitando, pior, prendi em um espaço virtual que mesmo o fato de administrar naturalmente não deixa de fascinar. Prendi, enfim esse ataque de escrita  doidivana a este espaço e isso faz bem.

( O vídeo? Tem a ver com a divagação. Ou não)

Prometo que estou bem e voltarei ao normal na próxima postagem. Pelo menos vou tentar!!!

Um comentário:

  1. Ahhhh... agora o nome do blog faz toooodoo o sentido! xD
    rsrsrsrsrs

    Devaneios e Desvarios...

    Acho interessante isso de simplesmente colocar-se a escrever o que vem à mente. É até uma forma de terapia, onde ao invés de deixar toda essa bagunça na cabeça a gente joga tudo no papel e se livra dela!

    Você escreve bem! ^^
    Gosto de devaneios com orações rápidas!

    Espero que esteja bem mesmo...

    Tom

    Abração

    ResponderExcluir

Devaneie você também!

Babel

O que você procura?

Quer receber estes devaneios em seu e-mail?

Devaneios em Vídeo